https://www.christianmoreira.com.br/
POR QUE EU DECIDI ESTUDAR FRANCÊS? | O menino dos Sonhos

POR QUE EU DECIDI ESTUDAR FRANCÊS?

quinta-feira, 16 de janeiro de 2020
Acervo pessoal


Cada um de nós possui vários sonhos. Um desses meus sonhos era aprender outros idiomas para o dia em que eu estivesse melhor financeiramente e pudesse fazer viagens. Esse dia ainda não chegou, mas sei que falta pouco. Muitas pessoas sonham em ter uma casa própria (ora ora, mais um dos meus sonhos), outros querem um carro ou até uma moto. Ou seja, cada um possui algo que lá no fundo deseja muito. Foi assim que minha paixão por língua estrangeira nasceu. Eu era um jovem tímido, acanhado e inseguro que tinha medo de dar um pio e alguém já se incomodar. Eu com os meus quatorze anos na época tinha muita dificuldade em entender inglês. Eu era péssimo nessa matéria. Até que no sexto ano do ensino fundamental eu quase fiquei de recuperação. A maioria dos estudantes já passou por isso porque afinal não somos nada perfeitos e isso que é interessante. Todo mundo tem uma paixão por humanas ou exatas e essa costuma ser a divisão mais comum entre os alunos antes dos grupinhos de sala de aula. Nesse perrengue de tentar conseguir passar de ano eu consegui ter algumas aulas particulares de inglês e por isso, consegui ser aprovado.

No ano seguinte eu fiz a promessa de que pelo menos tentaria entender a língua inglesa, que uma nota não iria me resumir. Foi no sétimo ano que descobri a minha paixão por estudar línguas estrangeiras e de uma das notas mais baixas da sala passei a ser um dos melhores alunos. Depois de muito esforço e de muita dedicação pois eu tinha medo de me abrir a possibilidades. Depois desses perrengues relacionados ao estudo do inglês, eu passei a enxergar o estudo de uma língua diferente como uma das minhas aliadas mais fortes, porque afinal de contas, nem todos conseguem ter essa afinidade com um novo idioma, e isso é que se tornou meu super adicional. Dando um super salto temporal, eu gostaria de falar sobre o ano de 2017 que na minha opinião foi essencial para eu tomar a decisão de estudar uma nova língua além do inglês.

Acervo pessoal 

Eu enfrentei a correria de estar fazendo o "terceirão", as inúmeras dúvidas relacionadas a qual rumo seguir da vida e para a virada de 2018 eu prometi que no ano seguinte eu iria começar a estudar uma nova cultura. No entanto, não pensem que comecei em 2018, na verdade, seguindo a tendência do ano anterior que eu estava atolado até a cabeça de pendências, decidi adiar um pouco essa meta. Até que no final desse ano tão corrido, recebi a notícia de que havia sido aprovado no curso de Letras Inglês na Universidade Estadual do Ceará foi aí que tudo mais uma vez mudou rapidamente. Na virada do ano passado, eu mais uma vez prometi que no ano seguinte iria pelo menos ter a coragem de me arriscar em algo novo e assim comecei a plantar a ideia de cursar o francês.

Eu sempre fui apaixonado pela cultura francesa, pelo idioma e por alguns motivos adicionais que me fizeram optar por esse curso. O francês é uma das línguas mais faladas pelo mundo (aprender francês significa aprender a compreender a diversidade cultural. Pois você pode não saber, mas o francês é falado em mais de 56 países no Norte e no Sul da América, Europa, Ásia e África) e como eu já cheguei a comentar, eu pretendo seguir carreira de jornalismo assim que concluir meu curso atual, por conta disso, na área em que quero me especializar daqui alguns anos eu preciso de uma quantidade mínima de línguas fluentes e por que esperar ainda mais se eu poderia começar aos 19 anos? Além de tudo isso, falar um segundo ou terceiro idioma é um super adicional para o seu currículo de trabalho. Por que você também não começa logo agora? Você tá esperando o que hein? No primeiro post desse ano compartilhei cinco dicas de como aprender um novo idioma em 2020. Vem comigo?

Me conta aqui nos comentários. Você fala um segundo idioma? Quer aprender? Quer ver mais desses conteúdos por aqui? me fala sua opinião. <3 p="">
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe com outros leitores sua opinião